Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
websobremedicosvirtuais85

Como Desenvolver Um Plano De Marketing Para Alavancar As Vendas

Dicas Matadoras De que forma Preparar Um Case De Sucesso



“A liderança não é a licença para fazer menos; é a responsabilidade de fazer mais. Conheça 18 Aplicativos Para Controlar As Tuas Finanças esse é o defeito. Liderar apresenta trabalho. Como A Rede social Google+ Vai Afrontar O FacebookComo Formar Um Perfil De Usuário Do Blogger -Foi Testado efeitos não é sempre que são medidos facilmente, e nem sempre são imediatos. O trecho acima pertence ao livro “Líderes se servem por último - como desenvolver equipes seguras e confiantes” de Simon Sinek - que pouco tempo atrás li e despertou diversos insights e questionamentos a respeito do papel e a responsabilidade da liderança.


Ao longo de capítulos recheados de conceitos, pesquisas e histórias reais, Simon sinaliza novas promessas de gestão e uma reorientação pros sistemas hoje vigentes. É evento que o Universo vem nos exibindo novos contornos e numerosas áreas passam por profundas transformações. A liderança não fica à margem, e novos modelos vem sendo propostos pra visualizar as macromudanças globais.


De imediato faz um excelente tempo que sigo o trabalho de Sinek e confesso adorar muito do seu olhar visionário, inovador e inspirador. O livro em questão aborda um desses novos olhares para a gestão através da hipótese do “Círculo de Segurança” - criada pelo próprio autor, e que fundamentalmente é apoiada em dois princípios: segurança e cooperação. Quer Montar Um Website? segundo Sinek, conseguem tornar, internamente, um corpo coeso e sendo assim hábil para encarar com as ameaças exteriores.


“Quando a segurança e a cooperação prosperam internamente, ficamos unidos e desta forma a organização fica mais forte.” - indica o autor. “Esses dias li um livro que me inspirou bastante, chamado “Tao te Ching”- ele foi escrito há mais um menos 2.600 anos por um filósofo chinês chamado Lao-Tsé (contemporâneo de Confúcio). Ele traz um conceito muito divertido sobre o assunto como governar/liderar: ‘Rios e mares demandam os vales, pelo motivo de buscam os lugares baixos.


  • 6# - Aposte pela usabilidade do blog
  • 7 Startup De Maratone
  • VIDEOLOVE Says
  • Suave em conta o seu futuro
  • vinte e cinco de julho de 2012 às 06:Quarenta e seis
  • Capítulo 369
  • Design suave e responsivo

O soberano só podes governar quando o seu governo brota do interior. Dessa maneira o legítimo sábio, quando quer governar, modera as suas expressões e renuncia o próprio ego. Deste jeito ele é um palpável soberano, e o seu público não se sente humilhado. Governa, todavia ninguém se sente governado. Todos lhe obedecem de legal mente, e sentem-se amparados e livres. Nada dele reclamam. Nada desejam’. Em resumo, liderar é claro e ao mesmo tempo complexo, simples já que se resume em fazer o melhor, fazer o que é exato, dar o exemplo e tratar as pessoas como você amaria de ser tratado.


Complexo, já que os problemas e a pressão do dia-a-dia tentam nos fazer esquecer destes nobres princípios morais. Ter consciência disso faz com que busquemos cada vez mais lapidar o nosso modo de liderança” - finaliza Thiago. Sinek e Franzão indicam pra complexidade da gestão ao mesmo tempo em que sugerem um aprimoramento constante.


O tema, em ambas visões está nas pessoas, Como Criar Um Blog Robusto Para Vender Infoprodutos , no “povo”. Quanto mais essa ponte entre líder e liderados é sólida e legítima, melhor o exercício da função. “Líderes notáveis e todos que trabalham em tuas organizações acreditam que servem a uma razão, e não a um anormal com motivos egoístas.


E essa circunstância é a todo o momento humana. “A responsabilidade de um líder é conceder cobertura de cima da hierarquia pro pessoal que está trabalhando lá embaixo. No momento em que as pessoas sentem que têm controle pra fazer o que é certo, mesmo que isto implique em uma quebra ocasional das regras, por ventura elas farão o que é correto.


Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl